Siaesp

NOTÍCIAS


PROCURE POR:

  • POR MÊS

    Selecione o mês...

  • PALAVRA CHAVE


ANCINE divulga Calendário de Financiamento para o Biênio 2016/2017
20/06/2016

Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 teve recorde de inscrições de projetos e algumas linhas receberão novo aporte de recursos

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE informa que está disponível em seu portal o Calendário de Financiamento para o biênio 2016/2017, que traz as datas previstas para a abertura e divulgação de resultados das chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas e dos demais editais de fomento gerenciados pela instituição.

O principal destaque do novo Calendário é o lançamento de uma nova linha de fluxo contínuo, o PRODAV 13, para financiar a renovação de Núcleos Criativos. Essa linha contará com R$ 14 milhões para a realização de novos investimentos nos Núcleos Criativos selecionados nas chamadas anteriores do Programa Brasil de Todas as Telas, valorizando os resultados já obtidos e assegurando sua continuidade.

Outro destaque são as inovações na linha PRODECINE 03, que passará a ter três modalidades de investimento, de acordo com o número de salas em que os filmes serão lançados: na modalidade A, voltada para empresas distribuidoras, serão disponibilizados R$ 10 milhões para projetos com lançamento superior a cem salas. Nas modalidades B e C, voltadas para empresas produtoras, será disponibilizado um total de R$ 5 milhões, para projetos com lançamento em, no mínimo, dez salas. As principais diferenças entre as modalidades B e C são o valor do investimento em cada projeto (respectivamente, até R$ 200 mil e até R$ 100 mil) e a quantidade de salas em que o filme deverá ser lançado.

Além disso, em 2016 ocorrerá, também, a suplementação de recursos para as linhas PRODECINE 04, voltada para projetos que já tenham captado um mínimo de 40% dos recursos orçados para produção (R$ 20 milhões), e PRODAV 01, dedicada à produção para TV (R$ 50 milhões).

“O calendário de financiamento busca dar previsibilidade às ações de investimento da ANCINE e contribui para o planejamento e a gestão das carteiras de projetos dos agentes econômicos”, observa o diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel.

Em função do número recorde de inscrições recebidas pelo Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2, o Calendário 2015/2016, publicado em outubro de 2015, teve algumas datas ajustadas. A linha PRODECINE 01, que apoia a produção para cinema, recebeu 278 inscrições, um acréscimo de 120% em relação à edição anterior. Já a linha PRODECINE 05, que apoia projetos de inovação e relevância artística para cinema, recebeu 328 inscrições, um acréscimo de 64%.

Também as linhas PRODAV 03 e PRODAV 05, que apoiam o desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais para cinema ou televisão, tiveram acréscimos da ordem de 49%, tendo recebido, respectivamente, 274 e 893 inscrições no último edital. As linhas PRODAV 08 a 12, voltadas para a produção de conteúdo para TVs públicas, receberam 828 inscrições, um acréscimo de 7% em relação à edição anterior. As linhas de fluxo contínuo também foram mais requisitadas no último ano, tendo recebido cerca de 20% a mais de inscrições.



Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual - FSA.

Os resultados do Programa vêm superando as metas estabelecidas. Até agora foram apoiados 396 séries ou telefilmes. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 69 núcleos criativos em todas as regiões do país, e garantindo o desenvolvimento de 700 novos projetos de obras audiovisuais.

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

Com informações do site da ANCINE

MAIS NOTÍCIAS